quarta-feira, 23 de julho de 2014

SINTRAF Coité realizará comemorações no dia do Agricultor Familiar


A Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu 2014 como o Ano Internacional da Agricultura Familiar e, isso não foi à toa, a decisão faz justiça a um setor produtivo importantíssimo dado à sua relevância econômica e social. 25 de julho é o dia do Agricultor Familiar.  Nesta quinta e sexta-feira, 24 e 25, o Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar de Conceição do Coité – SINTRAF irá comemorar esta data tão significativa para o homem e a mulher do campo e convida agricultores, comerciantes, lojistas e toda população coiteense a prestigiar e conhecer um pouco mais da realidade do setor no município.  O ato em comemoração ao dia do Agricultor Familiar será realizado na sede do SINTRAF, que fica localizada na Avenida Getúlio Vargas – 185, com abertura das atividades às 7 da noite desta quinta-feira.
Agricultura Familiar:
Todos conhecem o típico prato brasileiro: o arroz com feijão e uma salda básica de alface com tomate. O que muitos não sabem é mais de 70% da produção dos alimentos consumidos no dia a dia vem da agricultura familiar. O setor é responsáveis pela produção de 87% da mandioca, 70% do feijão, 46% do milho, 34% do arroz, 58% do leite, 59% da carne suína e 50% das aves  produzidas no campo brasileiro. São mais de quatro milhões de unidades familiares distribuídos entre os 26 estados e o Distrito Federal que alimentam a população nacional, contribuindo com a economia brasileira em 33% do Produto Interno Bruto (PIB) Agropecuário e mantém 12,3 milhões de pessoas ocupadas no campo, o que corresponde a 74,4% de todos os empregos gerados na área rural.  Em resumo, esses números significam que 7, de cada 10 empregos no campo, são gerados pela pequena agricultura. 

Ascom Sintraf - Gilcimar Pereira

segunda-feira, 31 de março de 2014

SINTRAF realiza prestação de contas e COOAFES entrega equipamentos a grupos produtivos de mulheres

Após leitura do parecer do Conselho Fiscal plenária
aprova a prestação de contas do exercício de 2013
Na manhã desta segunda-feira, 31, o Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar de Conceição do Coité – SINTRAF realizou sua Assembléia Geral Ordinária. Na Pauta da atividade, esteve a prestação de contas do exercício do ano de 2013 que foi apresentada e aprovada por unanimidade pelos associados presentes. Durante a Assembléia houve ainda a escolha dos representantes sindicais que irão participar da 10ª Plenária Estadual da Central Única dos Trabalhadores - CUT, que acontece entre os dias 05 à 07 de junho de 2014, em Salvador e da 14ª Plenária Nacional da CUT que acontece entre os dias 28 de junho à 1º de abril.
Após a Assembléia do SINTRAF, a Cooperativa dos Agricultores Familiares e Grupos de Empreendimentos Solidários de Coité – COOAFES fez a entrega de equipamentos a 8 Grupos Produtivos de Mulheres das comunidades do Açude Itarandi, Correira, Nova Palmares, Salgadália, Ipiranga, Riacho do Morro, Serrote e Cajazeira, os quais receberam geladeiras, frízeres, fornos, fogões, liquidificadores, despolpadeiras, máquinas seladoras, balanças digitais, batedeiras e mesas inox. Mais de 33 mil reais foram investidos com a aquisição dos materiais via Projeto “"o dos materiais via Projeto Mulheres Empreendendo no Sert de ConceiMulheres Empreendendo no Sertão”, selecionado em edital das secretarias estaduais de Políticas para as Mulheres (SPM), Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária (Seagri) e Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre). “É um momento muito especial porque agente está estruturando os grupos de produção da cooperativa e realizando um sonho dos pais e mães de famílias que estão trabalhando nestes espaços e que agora vão poder ter uma produção maior, com isso, esta ação que vem contribuir com o desenvolvimento do município de coité, pois, estas pessoas que estão inseridas neste processo vão gerar renda para suas famílias”, destacou Flaviano Santiago, presidente da COOAFES.
Grupo Mulheres de Fé da comunidade do Açude itarandi.
“Estamos satisfeitas, pois, apesar de nosso grupo estar começando agora, já recebeu da cooperativa estes equipamentos que vão nos ajudar muito, agora é que vamos produzir mesmo, o nosso plano é crescer e tirar nossa própria renda aumentando nossa produção”, conta Maria de Lourdes dos Santos Lima, do Grupo Mulheres de Fé da comunidade do Açude itarandi.
Estiveram presentes no evento, o coordenador da Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar da Bahia – FETRAF; Rosival Leite, representante da CUT-Ba Conceição Borges, o prefeito Francisco de Assis, vereador Reni do Sindicato,  a secretaria municipal de Agricultura Gilca Moraes e Eliana Souza, chefe do Departamento de Mulheres de Conceição do Coité.

quinta-feira, 27 de março de 2014

I Caravana Agroecológica e Cultural da Bahia é realizada em Conceição do Coité

Cerca de 200 agricultores e agricultoras famílias de vários municípios baianos estiveram reunidos, entre os dias 25 e 27, em Conceição do Coité pautando a Agroecologia no estado. Representando diversas organizações e entidades que formam a Articulação de Agroecologia da Bahia (AABA), os participantes compartilharam de momentos de debates e de troca de experiências desenvolvidas nos Territórios do Sisal, da Bacia do Jacuípe e do Piemonte da Diamantina. O segundo dia da 1ª Caravana Agroecológica e Cultural da Bahia foi marcado pelas visitas às diversas experiências agroecológicas nos três territórios. Dividido por rotas, cada grupo visitou um destino diferente, sendo que a Rota Verde visitou as experiências do Banco de Sementes em Serrinha e a propriedade da família de Abelmanto, agricultor experimentador acompanhado pelo Movimento de Organização Comunitária – MOC, da comunidade de Mucambo de Riachão do Jacuipe. A Rota Vermelha visitou experiências de luta pela terra, comercialização e economia solidária nos municípios de Cansanção e Monte Santo. Rota Lilás visitou a Feira Agroecológica em Jacobina e a Escola Família Agrícola de Jaboticaba e Grupo de Mulheres Produtoras, em Quixabeira.
Agricultores dizem não ao uso de agrotóxicos
Na atividade de encerramento que aconteceu na manhã desta quinta-feira, 27, houve uma caminhada que percorreu as principais ruas da cidade. Com faixas, cartazes e grito de ordem em defesa de uma política agroecológica mais palpável os agricultores chamavam a atenção da população para o consumo consciente de alimentos saudáveis destacando a produção oriunda da agricultura familiar que tem em seus princípios básicos o respeito pelos recursos naturais e, sobretudo pela saúde humana. “É um momento que agente quer proclamar as nossas experiências mais também denunciar situações graves de degradação ambiental, social e econômica que vêm acontecendo nos territórios baianos, o avanço desordenado das monoculturas e das mineradoras, mais é um momento ainda de falar da importância de valorizar a Agroecologia como modo de vida no campo, uma nova alternativa pra qualidade de vida no campo com a produção de alimentos saudáveis” destacou Carlos Eduardo de Souza Leite, coordenador executivo da Organização de Serviço de Assessoria a Organizações Populares Rurais – SASOP.
Mateus Lima, coordenador de projetos do MOC avaliou a caravana. “Temos como positivo esta caravana, pois, conseguimos mobilizar cerca de 200 agricultores pra este momento e também trazer, no âmbito das visitas que realizamos, os reflexos sobre a importância das práticas agroecológicas”.
Realizada pela AABA, a I Caravana Agroecológica e Cultural da Bahia teve como principal objetivo pautar a Agroecologia como modelo de desenvolvimento sustentável em contraponto ao agronegócio que é pautado na monocultura e no uso abusivo de agrotóxicos. A iniciativa é parte do processo preparatório para o III ENA – Encontro Nacional de Agroecologia, marcado para acontecer entre os dias 16, 17,18 e 19 de maio no município de Juazeiro, na Bahia.

Ascom Sintraf Coité – Gilcimar Pereira